Prefeito de Lindoeste faz defesa em plenário e diz que é vítima de armação

José Romualdo Pedro é investigado por fraudes e desvios de recursos do Fundo Municipal

0
76

“Eu só quero cumprir o meu mandato até 31 de dezembro de 2020”, disse o Prefeito de Lindoeste, José Romualdo Pedro, na manhã desta segunda-feira (6), na sessão extraordinária realizada na Câmara de Vereadores que vota a cassação do Chefe do poder executivo municipal.

O prefeito é acusado de realizar fraudes e desvios de recursos da Secretaria Municipal de Saúde. As suspeitas são de que o esquema de desvio de dinheiro público tenha movimentado os valores em contas bancárias de laranjas.

O principal suspeito de articular todo o esquema, é o ex-secretário de Finanças da Prefeitura, Jadiel Almeida Ferreira. Ele era quem gerenciava os recursos, realizava os pagamentos e assinava os cheques junto ao prefeito.

A defesa do prefeito alegou que as assinaturas são falsas e foram comprovadas por perícia particular contratada por José Romualdo, porém não foi aceita pela Comissão Processante. “Quando eu fiquei sabendo da suspeita, eu mesmo iniciei o processo de investigação, pois tenho certeza que não devo nada”, afirmou o prefeito em discurso.

José Romualdo também relatou que não foi ouvido por nenhum promotor de justiça durante a investigação do processo e afirmou que tudo se trata de armação de políticos contrários a ele.

“Não foi feito nem perícia para saber se as assinaturas são verdadeiras ou falsas, pois o preço é alto e o município não tem dinheiro para isso, como podem me julgar?”, encerrou o Prefeito com o questionamento.