Chegada do outono requer atenção dos pacientes com sintomas respiratórios pré-existentes

Em relação às UPAs, a população foi sensibilizada pela Secretaria Municipal de Saúde para que casos clínicos fossem adiados…

0
114

A pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19) levou as autoridades sanitárias a trazer algumas orientações à população sobre a importância de avaliar qual serviço de saúde deve ser acionado. Em relação às Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), a população foi sensibilizada pela Secretaria Municipal de Saúde para que casos clínicos fossem adiados.        

Médicos, enfermeiros, técnicos e servidores também demonstraram a preocupação em pedir aos usuários do sistema público de saúde para que permaneçam em casa e adiem as consultas eletivas.

No entanto, com a chegada do outono, outro desafio coloca as Unidades de Pronto Atendimento preparadas para o atendimento de urgência e emergência relacionado aos sintomas respiratórios. As Doenças Pulmonares mais comumente observadas para o período são: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC); Bronquite; Enfisema; Asma;Câncer de pulmão; Rinite; Sinusite; Tuberculose; Pneumonia; Pneumotórax; Fibrose pulmonar; Gripe, entre outros.

 Para os casos de doenças pré-existentes, é importante que o paciente antes faça o contato telefônico ao Call Center da Secretaria de Saúde para as orientações necessárias. Apenas os casos de urgência e emergência, a pessoa deve acionar o Samu (192).

 As informações sobre quadros pulmonares pré-existentes e os cuidados a serem observados podem ser obtidas pelo Call Center, no telefone 3096-9090, opção número 1.